terça-feira, 11 de setembro de 2012

Sejamos mais solidários com o próximo.
Chega de egoísmo e egocentrismo.

Andréa Pacheco

Olha só o que acontece com alguns...


Orquestra Sinfônica de Sergipe - Teatro Atheneu







Andréa Pacheco

Ditadura de outrora


Num período não tão distante, 
tempos de dor e sofrimento, 
lutas travadas e guerrilhas.

 Tempos de outrora, que
 ficaram marcados em nossa 
 memória.

Mesmo para os que não viveram na época, 
sofrem resquícios desta história.

Período duro e cruel, 
que nos remete a nossa atualidade. 
Porque a ditadura ainda está presente, 
no preconceito, na discriminação, na exclusão.

Ditadura da moda, ditadura do trabalho escravo, 
ditadura do tráfico de drogas, ditadura do consumismo, 
ditadura da exploração sexual, ditadura da violência,
 ditadura da corrupção.

Sintam-se tocados e motivados a buscar 
uma nova concepção, 
onde todos tenham os direitos iguais, 
não só no papel, mas na vida real.

Pois os que sofrem suas agruras, 
sabem muito bem que a ditadura não se foi, 
está apenas melhor produzida e maquiada.

Andréa Pacheco

Luz

As belezas da natureza são tão surreais,
quanto nossas faces boquiabertas com
as corrupções amorais.
Cotidiano fluorescente de indecências e
incoerências remanescentes da pré-história,
onde o homem de antes evoluiu muito pouco
para o de outrora.
Ainda existem raros seres humanos que emanam
paz e luz, que não se relacionam com essa massa
hipócrita e corrompida, de humanos decadentes,
transeuntes sem nenhuma evolução.
Sempre nas idas e vindas, sem se preocupar
em fazer e ser o melhor para si e para
o próximo.
Deus nos deu uma natureza bela e configuramos
está paisagem com nossas energias positivas
e vibrações eternizando o amor nos corações.
Deixemos de lado a face perversa do rancor e ódio
e façamos resplandecer uma alma, calma e
caridosa que não teme o mal, apenas ofusca
a sua maldade.

Andréa Pacheco